WhatsApp Image 2021-09-23 at 17.24.15.jpeg

Fúlvio e o neto Ciro 

na época em que escreveu os livros

Fúlvio de Almeida Guimarães nasceu na Cidade de Queluz (atual Conselheiro Lafaiete) em 21 de fevereiro de 1916 e pertencia a uma família de 12 irmãos

Filho de Romeu Guimarães de Albuquerque e de Adélia Izabel de Almeida, casou-se com Inimá Aparecida e o casal teve três filhos: Ibsen, Luciano e Eneida e dois netos: Ciro e Luíza.  

 

Em 21 de fevereiro de 1916, nasceu Fúlvio de Almeida Guimarães na Cidade de Queluz, Minas Gerais.

Em 24 de fevereiro de 1916, foi batizado na Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Queluz pelo padre Américo Adolpho de Campos Tait-Son

Em 01 de janeiro de 1924 foi matriculado no Grupo Escolar Domingos Bebiano à Praça Barão de Queluz.

Em 26 de outubro de 1928 foi crismado na Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Queluz

Em 20 de março de 1933, aos 17 anos, foi nomeado pelo Dr. Narciso de Queiróz para auxiliar de escritório no Hospital Queluz.

Em 1934, trabalhou no Armazém Villa Carijós Ltda da empresa Construtora Villa Carijós Ltda do Dr. Rodolpho Ambronn, Dr. Durval Tavares de Albuquerque e João Lopes Teixeira Franco.

Em 02 de março de 1935, aos 19 anos, alcançou o certificado de reservista da 2ª categoria nº 20163 do Ministério da Guerra, registrado na 8ª Circunscrição de Recrutamento de Juiz de Fora

Em 1936, trabalhou como auxiliar de contabilidade no escritório do Sr. Formoso, com o contador Emílio Gomes e Jacintho Margarida Gomes, quando entrou para estudar na Faculdade de Comércio de Conselheiro Lafaiete

Em 1937 trabalhou como auxiliar de escritório na Empresa Força e Luz Castanheira e Mello

Em 1939 foi nomeado como preposto do escrivão da Coletoria Federal de Conselheiro Lafaiete

Em 1943 aprovado no Concurso Público como Escrivão de Coletoria do Ministério da Fazenda

Em 14 de fevereiro de 1958, casou-se com Inimá Aparecida de Carvalho Guimarães,  com quem teve três filhos

Em 1964 retornou seus estudos interrompidos em 1939, formando-se como Técnico de Contabilidade no Colégio Comercial de Conselheiro Lafaiete, Escola Normal Monsenhor Horta

Em 1978 aposentou-se, e, mais tarde, encerrando a sua carreira profissional como Auditor Fiscal do Tesouro Nacional

Em 1991, aos 75 anos, passou a residir em Belo Horizonte quando começou a escrever

Em 17 de junho de 2004, aos 88 anos, publicou o seu primeiro Livro: “Lascas e Gravetos da História dos Latinos”, na Coleção Cultura Humana, pela Editora Itatiaia, Belo Horizonte, Minas Gerais.

Em 31 de agosto de 2010, aos 94 anos, foi registrado como editor-autor, Ministério da Cultura, Fundação Biblioteca Nacional, Agência Brasileira do ISBN, publicando o seu segundo livro, “Romeu Guimarães de Albuquerque e Queluz de Minas”

Em 25 de junho de 2014 veio a falecer, na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais.

Obras:

“Lascas e Gravetos da História dos Latinos”, Editora Itatiaia (2004)                     

“Romeu Guimarães de Albuquerque e Queluz de Minas”, Edição do Autor (2010)